Realejo Produções Artísticas

Carlos Lyra

Bossa Nova (Autoral)

Carlos Lyra é um representante da 1ª geração da Bossa Nova, ao lado de Roberto Menescal, Ronaldo Bôscoli, Edu Lobo e Nara Leão. Por volta de 1954, começou a participar de festivais e concursos, com composições próprias.

Sua carreira deslanchou em 1959, quando João Gilberto gravou o disco Chega de Saudade, que incluía 3 de suas obras: Maria Ninguém, Lobo Bobo e Saudade Fez um Samba, as 2 últimas em parceria com Bôscoli.

Nos anos 60 gravou vários discos e musicou filmes e peças, incluindo o musical Pobre Menina Rica, com Vinicius de Moraes, que mais tarde virou LP, lançando sucessos como Minha Namorada e Primavera. Em 1962 participou do Festival de Bossa Nova do Carnegie Hall/ NY. Ironizou a influência estrangeira da bossa em Influência do Jazz.

No antológico espetáculo “Opinião”, promoveu a aproximação da bossa nova com os sambistas de morro, incluindo uma parceria com Zé Kéti, o "Samba da Legalidade". Desde então, Lyra percorre uma rica trajetória, apresentando-se por todo o mundo.

 

Show CARLOS LYRA – ALÉM DA BOSSA


Carlos Lyra, cantor, compositor e violonista, é um dos criadores da Bossa Nova. Neste show em comemoração aos seus 60 anos de carreira, Lyra apresenta clássicos de sua trajetória, como Minha Namorada, Primavera e Lobo Bobo, e mostra composições novas, como Pra Sempre (com João Donato), Até o fim (com Marcos Valle) e até uma parceria inusitada com Machado de Assis: Quando ela fala, poema musicado por Lyra.

O artista revela todos os diferentes ritmos que fazem parte da Bossa Nova, em sua concepção, como samba, toada, choro, valsa, baião, marcha e tango.

ArtistasTopo da página